VOCÊ SABE O QUE FAZER AO ENCONTRAR UM ANIMAL SILVESTRE NA SUA CASA?

A Secretaria do Meio Ambiente vem realizando diversos serviços de resgate em nossa cidade, temos uma natureza rica em diversidade de animais silvestres e muitas vezes eles acabam indo parar em algumas residências. 

Durante esses 3 primeiros meses do ano, a Secretaria já realizou o resgate dos seguintes animais:

  • Ave Seriema (Cariama cristata), encontrada por munícipe que conseguiu resgatá-la, depois que já debilitada não andava mais. Esta ave habitava a região do Pico do Olho D’água, juntamente com mais uma da sua espécie, e eram famosas por passearem por lá. Infelizmente, ela não resistiu aos ferimentos. 
  • Bicho Preguiça (Bradypus variegatus), encontrado no quintal da casa de um munícipe, que notou sua presença pela movimentação de seus cachorros. O mesmo foi devolvido com segurança para a mata próxima a E.M. Idalina. Técnicos Cátia. 
  • Filhotes de Maritacas ( Psittacara leucophthalmus), encontrados  durante a manutenção do telhado da sede da Secretaria de Saúde. Os filhotes foram encaminhados para o CRAS PET, para cuidados e reabilitados para soltura.
  • Filhote Sagui de Tufo Preto (Callitrix penicillata), encontrado caído na grama do quintal da casa de um munícipe, sem o bando por perto, com o gato querendo atacar. O filhote foi devolvido na mata ao redor. 
  • Maritaca Jovem (Psittacara leucophthalmus), encontradas enroscadas pelos pés, com emaranhado de linhas de pipas. As aves foram levadas ao Zoológico de Guarulhos. Infelizmente, estes animais deverão ficar para sempre em cativeiro, nunca mais retornando ao seu meio Natural, não cumprindo o seu papel ecológico na Natureza.
  • Serpente Cobra cipó (Chironius sp), espécie não peçonhenta encontrada em obra de uma residência. Foi capturada, pela espécie não apresentar perigo com acidente,  e levada para soltura na mata do Pico do Olho D’água.

Você já encontrou algum visitante inesperado na sua casa?

Orientações sobre como agir se um animal silvestre aparecer na sua casa!

Se o animal silvestre aparecer no quintal:

  • Afaste os seus animais domésticos, para que não haja interação entre eles, evitando assim que um deles saia machucado;
  • Não alimente o animal silvestre. Lembre-se que ele vive solto na natureza e encontra o seu próprio alimento. O ato de oferecermos alimento à ele, pode interferir em como age em seu habitat natural, além de colocar sua vida em perigo, expondo a vários tipos de acidentes como: ataques por animais domésticos, choque elétrico em redes de eletricidade, atropelamentos entre outros.
  • Perceba se o animal encontra-se com ferimento visível ou se locomovendo com dificuldade. Caso esteja, entre em contato com a Secretaria de Meio Ambiente de Mairiporã, para orientações e possível resgate.
  • Caso seja filhote, entre em contato com a Secretaria, para orientações e posterior resgate se necessário, pois quando se trata de filhotes de aves por exemplo, sempre observe se a mãe não está por perto. É comum filhotes de aves estarem no chão quando eles começam a aprender a voar. Nestes casos, o recolhimento não é necessário. 

 

O ideal é que o animal saia da sua casa sem a interferência humana, pois ele está apenas de passagem. No entanto, existe casos que precisam de cuidados especiais e, para isso, estamos à disposição para orientar e resgatar o animal caso necessário.

Qualquer dúvida ou orientação, ligue para: (11) 4604-2321 / 4419-100.

Acesso Rápido

Skip to content